Archive for novembro, 2009

PROMOÇÃO DE NATAL!!!

Clique na imagem para ir para a página de promoções da Loja Virtual

Até mais!!!

26 de novembro de 2009 at 1:21 AM Deixe um comentário

Detalhes que fazem a diferença

Olá!

Todos em clima de Natal já?

Antes de postar sobre nossa promoção quero falar um pouco sobre a qualidade dos slings. Desde que comecei a fabricá-los procuro melhorar cada vez mais para oferecer um produto que além de seguro é bonito de se usar.

Já vi por aí muitos slings mal costurados, mal acabados, com fios soltando, sem bainha em volta, muito largos, muito estreitos, muito compridos e muito curtos! (Cheguei a ver um em uma loja aqui em Londrina que dizia ser G e era do tamanho do nosso M!)

Pensando nisso tudo faz algum tempo que queria colocar umas fotos que venho tirando dos nossos slings, mostrando com detalhes o capricho que é fruto do amor com que cada um é costurado.

Vamos as fotos!

Todos os bolsos dos nossos slings tem zíper, para maior segurança!

Capa para proteger o zíper

Uma cliente uma vez me perguntou se eu poderia esconder o zíper do sling.

Aqui o zíper aparecendo....

Ela me deu uma ideia muito boa, que além de proteger o bebê do fecho do zíper…

... aqui ele coberto pela capinha.

Ainda dá ao sling um visual mais limpo, sem o zíper aparecendo no meio  do bolso. Eu amei a ideia e a partir daquele dia todos os Slingurus saem com o zíper encapadinho!

Costuras reforçadas (imitando o pesponto do jeans)

Costura reforçada imitando o pesponto do jeans

As costuras que prendem as argolas são reforçadas. Sempre 3 costuras.

Costura Bordada

Sendo que duas são rebatidas e uma é bordada como a da foto acima, e no caso do Jeans um pespontado.

Argolas em alumínio

Argolas em alumínio

Nossas argolas são em alumínio, especialmente fabricadas para a confecção de slings. Testadas pelo laboratório IPEM-PR.

Argolas em alumínio

Elas são leves, sem emendas nem soldas, tem um acabamento fosco/escovado e não enferrujam!

Nossos detalhes fazem a diferença no conforto, na segurança e na beleza.

Leve em consideração esses ítens (além do preço) na hora de comprar seu sling!

Até mais!

25 de novembro de 2009 at 11:59 PM 2 comentários

Sindrome da Cabeça Achatada – Como o Babywaering pode ajudar

A Síndrome da Cabeça Achatada ou “Plagiocefalia” signica literalmente “cabeça oblíqua” (do grego Plagio = oblicuo e cefala= cabeça). A condição não é incomum. Muitos estudos associam o recente aumento de casos de bebês com cabeça oblíqua à “campanha dormir de barriga para cima”.

Desde que mais bebês começaram a dormir de barriga para cima, aumentaram os casos de bebês com algum achatamento na parte de trás da cabeça.

Ela pode ser mais acentuada do lado da cabeça que a criança prefere dormir.

A Síndrome da Cabeça Achatada resulta da preferência que o bebê tem em ficar deitado com a cabeça virada para um dos lados.

Antes de 1992 os fatores de risco associados à plagiocefalia eram considerados como resultado do ambiente uterino e do torcicolo congênito.
Em 1992, depois que a American Academy of Pediatrics recomentou que bebêsdevem dormir somente de barriga para cima para reduzir aincidência de morte súbita, os centros craniofaciais (clínicas e hospitais) começaram a ver um aumento da Plagiocefalia. Em 1996, estudos documentaram a relação entre plagiocefalia e dormir de barriga para cima. A AAP agora recomenda a frequente rotação da cabeça do bebê bom como atividades com o bebê de bruços.

O aumento de casos de bebês com plagiocefalia é um pequeno preço a pagar pela redução de 55% da Sindrome Infantil da Morte Súbita desde 1992, quando a AAP começou a recomendar que os bebês dormissem de barriga para cima. A campanha “Dormir de barriga para cima” tem o crédito de ter salvado milhares de bebês saudáveis de uma morte repentina e inexplicada.

Também pode se notar que recentemente o uso de cadeiras para automóveis carrinhos, balanços para bebês e “bouncers” contribuem para a Plagiocefalia. Nesses dispositivos a cabeça do bebê está sempre contra uma superfície inflexível. Quando usados moderadamente não são uma preocupação, mas o
uso prolongado, especialmente deixar o bebê dormir neles aumenta a  indidência de Plagiocefalia.

Formações externas/posturais podem ser prevenidas e tratadas com o  frequente reposicionamento da cabeça do recém nascido das seguintes maneiras:

  • Alterne a direção na qual o seu bebê é posicionado no berço. Alterne o quadril ou o braço que você geralmente carrega e ou alimenta o bebê.
  • Troque a posição dos briquedos no berço, carrinho ou cadeira do automóvel.
  • Faça atividades com o bebê de bruços enquanto ele estiver acordado, isso pe importante e deve ser parte da rotina diária do seu bebê.
  • Mude o estímulo visual para que o bebê não que sempre olhando para uma só direção quando acordado e faça o bebê brincar de bruços sempre que não estiver dormindo.

Outras técnicas de reposicionamento:

por KevinM. Kelly, Ph.D – extreaído de:  http://www.plagiocephaly.org/support/repotech.htm

Reduza dramaticamente a quantidade de tempo que o bebê ca de barriga para cima. Isso signica cortar o tempo na cadeirinha do carro, balanço boucer etc. ao mínimo. Todos sabemos como a vida pode ser atarefada, e obviamente eles precisam ser usados eventualmente, mas usando-os
o mínimo possível ajuda. As cadeiras para automóveis (bebês conforto) deveriam ser usadas somente para transportar seu filho com segurança, e bebês não devem ser deixados neles para dormir.

Tente usar um sling (carregador de bebê) quando sair invés do bebê conforto. Use o sling em casa também, com uma alternativa ao balanço, carrinho e bouncer.
Bebês são beneficiados quando são carregados e AMAM ser carregados como foi mostrado pela pesquisa sobre a Paternidade Dedicada. (Attachment Parenting).

Extraído do artigo: “Flat Head Syndrome – How Babywearing Can Help”
Site: http://blog.babesinarms.com.au
Traduzido por Marilia Carolina F. Bittencourt Mercer – Slinguru Slings

A Síndrome da Cabeça Achatada ou “Plagiocefalia” signica literalmente “cabeça oblíqua” (do grego
Plagio = oblicuo e cefala= cabeça). A condição não é incomum. Muitos estudos associam o recente
aumento de casos de bebês com cabeça oblíqua à “campanha dormir de barriga para cima”.
Desde que mais bebês começaram a dormir de barriga para cima, aumentaram os casos de bebês
com algum achatamento na parte de trás da cabeça.
Ela pode ser mais acentuada do lado da cabeça que a criança prefere dormir.
A Síndrome da Cabeça Achatada resulta da preferência que o bebê tem em car deitado com a
cabeça virada para um dos lados.
Antes de 1992 os fatores de risco associados à plagiocefalia eram considerados como resultado do
ambiente uterino e do torcicolo congênito.
Em 1992, depois que a American Academy of Pediatrics recomentou que bebêsdevem dormir
somente de barriga para cima para reduzir aincidência de morte súbita, os centros craniofaciais
(clínicas e hospitais) começaram a ver um aumento da Plagiocefalia. Em 1996, estudos documentaram
a relação entre plagiocefalia e dormir de barriga para cima. A AAP agora recomenda a frequente
rotação da cabeça do bebê bom como atividades com o bebê de bruços.
O aumento de casos de bebês com plagiocefalia é um pequeno preço a pagar pela redução de 55%
da Sindrome Infantil da Morte Súbita desde 1992, quando a AAP começou a recomendar que os bebês
dormissem de barriga para cima. A campanha “Dormir de barriga para cima” tem o crédito de ter salvo
milhares de bebês saudáveis de uma morte repentina e inexplicada.
Também pode se notar que recentemente o uso de cadeiras para automóveis carrinhos, balanços para
bebês e “bouncers” contribuem para a Plagiocefalia. Nesses dispositivos a cabeça do bebê está sempre
contra uma superfície inexível. Quando usados moderadamente não são uma preocupação, mas o
uso prolongado, especialmente deixar o bebê dormir neles aumenta a indidência de Plagiocefalia.
Formações externas/Posturais podem ser prevenidas e tratadas com o frequente
reposicionamento da cabeça do recém nascido das seguintes maneiras:
* Alterne a direção na qual o seu bebê é posicionado no berço. Alterne o quadril ou o braço que você
geralmente carrega e ou alimenta o bebê.
* Troque a posição dos briquedos no berço, carrinho ou cadeira do automóvel.
* Faça atividades com o bebê de bruços enquanto ele estiver acordado, isso pe importante e deve ser
parte da rotina diária do seu bebê.
*Mude o estímulo visual para que o bebê não que sempre olhando para uma só direção quando
acordado e faça o bebê brincar de bruços sempre que não estiver dormindo.
Outras técnicas de reposicionamento:
por KevinM. Kelly, Ph.D – extreaído de: excerpt from http://www.plagiocephaly.org/support/repotech.htm
Reduza dramaticamente a quantidade de tempo que o bebê ca de barriga para cima. isso
signica cortar o tempo na cadeirinha do carro, balanço boucer etc. ao mínimo. Todos sabemos
como a vida pode ser atarefada, e obviamente eles precisam ser usados eventualmente, as usando-os
o mínimo possível ajuda. As cadeiras para automóveis (bebês conforto) deveriam ser usadas somente
para transportar seu lho com segurança e bebês não devem ser deixados neles para dormir.
Tente usar um sling (carregador de bebê) quando sair invés do bebê conforto. Use o sling em casa
também com uma alternativa ao balanço, carrinho e bouncer.
Bebês são beneciados quando são carregados AMAM ser carregados como foi mostrado pela
pesquisa da Paternidade Dedicada. (Attachment Parenting).
Extraído do artigo: “Flat Head Syndrome – How Babywearing Can Help”
Site: http://blog.babesinarms.com.au
Traduzido por Marilia Carolina F. Bittencourt Mercer – Slinguru Slings

7 de novembro de 2009 at 10:50 PM 1 comentário

Blogagem Coletiva | Segurança dos Slings

slingOK

Para participar, copie e cole o texto abaixo (ou faça o seu texto) e o selinho também no seu blog!

“Queridas mães, mulheres, amigas e leitoras do Blog.
Numa lista de discussão super crítica e do bem surgiu uma preocupação muito grande sobre a grande “onda” de fabricação aleatória de carregadores ou babywearing ou os famosos slings…
Algumas mães que estão atentas e que utilizam os carregadores há bastante tempo, têm se espantado com a péssima qualidade do tecido e das argolas comercializadas por aí…
O preço geralmente muito abaixo e o risco altissímo.
Um carregador mal feito pode colocar a vida do bebê em risco.
Devemos ficar muito atentas à qualidade do tecido, das argolas e especialmente ao fabricante!
Não compre gato por lebre! Pesquise muito antes de comprar seu sling e nesse quesito não economize.
O carregador adequado pode ser utilizado por muito tempo e vale cada centavo do investimento!

Informações IMPORTANTES aqui:  SLING SEGURO
Por isso, mamães fiquem espertas e de olho aberto!
Peçam orientação, pesquisem, questionem o material e o modo correto de usufruir dos imensos benefícios do carregador!
Quem quiser aderir à blogagem, pode copiar o selinho e espalhar este alerta!
Diga não aos slings fakes!!! Vamos espalhar informação de qualidade!”

Obrigada Pérola por ter linkado o blog do Sling Seguro!

Até mais!

5 de novembro de 2009 at 12:40 AM Deixe um comentário


Contatos

Telefone: (43) 3341-5665
Celular: (43) 9995-4469
Email: slinguru@slinguru.com.br
MSN: slinguru@hotmail.com mariliamercer@hotmail.com

Principais mensagens

Enquete

Estatísticas do Site

  • 163,996 hits
novembro 2009
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30